Se perder em uma relação

Como eu disse no último post, não mude quem você é para agradar aos outros. Quero aprofundar mais esse tema em relação a, principalmente, começo de namoro.

Quando começamos a namorar, muitas vezes perdemos nós mesmos. Às vezes não é o outro que está tentando nos mudar, mas acabamos virando o espelho de quem a gente está apaixonado. Você provavelmente já passou (e talvez nem tenha percebido), ou já viu alguém que mudou completamente os hábitos depois que começou a sair com alguém. As atividades diárias, o modo de vestir, o que gosta de comer, o que gosta de assistir mudou depois de conhecer alguém. Virou o “outro” nº2, um clone. Isso geralmente não é percebido por quem está sendo transformado, e geralmente é feito justamente para agradar mais a pessoa amada e ficar mais tempo com ela.

Além do óbvio (a pessoa se perdeu) ela ainda por cima está pondo o que virou uma prioridade para ela (o relacionamento) em risco. Por quê?

Quando nos apaixonamos por alguém, trocamos experiências, achamos aquela pessoa interessante por ela ser quem ela é. Imagine que você está saindo com uma pessoa e aos poucos ela vai se tornando sua cópia… Parece interessante? A maioria das pessoas diria que não.

De fato, é extremamente importante que o casal passe tempo (de qualidade! depois falarei mais sobre isso) e tenha interesses em comum. Mas, para um relacionamento saudável funcionar, é necessário que este seja composto por dois indivíduos diferentes, que se completam de certa forma. Portanto, cada um deve ter um tempo para si, para ter os seus hobbies e continuar a ser a pessoa interessante que conquistou o outro.

Advertisements